ASSASSINARAM O TREMA!

Durante a sessão solene de celebração dos 100 anos de morte de Machado de Assis, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assina o decreto que estabelece o cronograma para a vigência do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A cerimônia acontece nesta segunda-feira (29/09) no Rio de Janeiro na Academia Brasileira de Letras.

O Acordo foi assinado em Lisboa, em 16 de dezembro de 1990, com o objetivo de “unificar” o registro escrito dos 8 países que falam português: Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Timor Leste, Brasil e Portugal.

No Acordo Ortográfico estão previstos o fim do trema, a supressão de consoantes mudas, novas regras para o emprego do hífen, a inclusão das letras W, K e Y ao idioma, além de novas regras de acentuação. O mesmo entra em vigor a partir de janeiro de 2009, porém, para concursos públicos, vestibulares, exames escolares e demais meios escritos, as duas normas ortográficas poderão ser usadas até dezembro de 2012.

O Ministério da Educação acredita que com a medida o intercâmbio cultural e científico entre os países aumentará e, também, a divulgação do idioma e da literatura em língua portuguesa.

O assunto tem causado polêmica. Uns prezam que é uma necessidade de um mundo globalizado, enquanto outros acham que as divergências existentes hoje nas gramáticas dos países de língua portuguesa nunca foi empecilho para o entendimento e intercâmbio entre os mesmos.

Evanildo Bechara, gramático e imortal da Academia Brasileira de Letras, disse: “Em organismos como a ONU, nada é publicado em português justamente porque o idioma possui duas grafias. E isso acaba sendo prejudicial para divulgação da língua.”

Concordo com ele. Acho interessante essa “unificação”, e acredito que vá ser muito benéfico  para todos os países de língua  portuguesa. Assim como é com a língua Inglesa em todos os países que possuem este idioma como língua nativa.

Anúncios

VMB 2008

No próximo dia 02 de outubro acontece a 14ª edição do VMB (Vídeo music Brasil) 2008. O VMB tem como objetivo premiar não apenas os videoclipes, mas também os artistas e músicas que se destacaram ao longo do ano.

O VMB 2008 terá nove categorias: Artista Do Ano, Melhor Artista Internacional, Banda/Artista Revelação, Aposta MTV, Hit Do Ano, Show Do Ano, Melhor Vídeoclipe, Webhit Do Ano E Vc Fez.

Antes de colocar os indicados nas categorias venho questionar uma coisa que sinceramente ficou “meio perdida” a meu ver. Onde estão categorias como Melhor cantor (a) de MPB, Melhor banda de Rock, Álbum do Ano, e tantas outras que poderiam fazer parte desta pequena lista e que de fato revelam os grandes artistas da música brasileira? Mesmo que não concordemos com os vencedores em alguns momentos. O objetivo do evento se perdeu. Como premiar bandas, artistas, músicas que se destacaram no ano dessa forma?

Sem entrar em méritos de gêneros musicais, até porque gosto é coisa que não se discute, fico indignada em ver “palhaçadas” como Webhit do Ano que tem como um dos indicados a tal famosa Dança do Quadrado.

Tive a coragem de entrar no site da MTV para votar nos indicados do VMB 2008 e confesso: simplesmente não tinha em quem votar. Salvo nas categorias Revelação, que tem a indicação da Roberta Sá, Melhor Artista Internacional, que tem grandes bandas e artistas que listarei adiante, e Hit do Ano, onde é incontestável o sucesso da parceria entre Vanessa da Mata com o Ben Harper com a música “Boa Sorte/Good Luck”.

Sei que muita gente vai discordar de tudo que falei, que as categorias e a premiação é de acordo com o público alvo da emissora e etc., mas diferentemente do que está acontecendo no Brasil, a MTV americana permanece com diversas categorias para os mais diferentes estilos. Mesmo que o Rap tenha “dominado” as paradas americanas.

Acho que o VMB perdeu a credibilidade. Definitivamente o Prêmio TIM de Música, hoje, tem um “peso” muito maior na carreira dos artistas.

Segue abaixo todos os indicados as categorias do VMB 2008:

Artista do ano

Cansei de Ser Sexy (Trama)
Bonde do Rolê (EMI)
Fresno (Arsenal/Universal)
NX Zero (Arsenal/Universal)
Pitty (Deckdisc)
Charlie Brown Jr. (EMI)
Cachorro Grande (Deckdisc)
Mallu Magalhães (Agência De Música)
Nando Reis (Universal)
Vanessa da Mata (SonyBMG)

Melhor artista internacional

Amy Winehouse (Universal)
Britney Spears (SonyBMG)
Coldplay (EMI)
Justice (Warner)
Madonna (Warner)
Paramore (Warner)
Radiohead (Flamil)
MGMT (SonyBMG)
Katy Perry (EMI)
Kanye West (Universal)

Banda/artista revelação

Mallu Magalhães (Agência De Música)
Strike (Deckdisc)
Vanguart (Independente)
Ponto de Eqüilíbrio (Warner)
Roberta Sá (Universal)

Aposta MTV

Turbo Trio (YB Music)
3 na Massa (Candeeiro/Instituto)
China (Candeeiro Records)
Garotas Suecas (Independente)
Rosana Bronk’s (Cosa Nostra)

Hit do ano

“Pela Última Vez ” – NX Zero (Arsenal/Universal)
“Paraíso Proibido” – Strike (Deckdisc)
“Uma Música” – Fresno (Arsenal/Universal)
“Boa Sorte/Good Luck” – Vanessa da Mata e Ben Harper (SonyBMG)
“Pontes Indestrutíveis” – Charlie Brown Jr. (EMI)

Show do ano

Cachorro Grande (Deckdisc)
Mallu Magalhães (Agência De Música)
Paralamas do Sucesso e Titãs (EMI)
Pitty (Deckdisc)
Zeca Pagodinho (Universal)

Melhor videoclipe

“Pela Última Vez ” – NX Zero (Diretores: Fabrizio Martinelli/Paulinho Caruso – Arsenal/Universal)
“Roda Gigante” – Cachorro Grande (Diretor: Ricardo Spencer – Deckdisc)
“Rat Is Dead” – Cansei de Ser Sexy (Diretor: Nima Nourizadeh – Trama)
“Pontes Indestrutíveis” – Charlie Brown Jr. (Diretores: Ludimilla Rossi/Matheus Ruas – EMI)
“Bossa Nostra” – Nação Zumbi (Diretor : Ricardo Carelli – Deckdisc)
“Desabafo” – Marcelo D2 (Diretor: Johnny Araújo – EMI)
“Monstro Invisível” – Rappa (Diretores: Luciana Bezerra/Gustavo Melo – Warner)
“Escolhas, Provas e Promessas” – CPM22 (Diretor: Rodrigo Lewkowicz – Arsenal/Universal)
“Solta O Frango” – Bonde do Rolê (Diretor: Barney Clay – EMI)
“De Você” – Pitty (Diretor : André Moraes – Deckdisc)

Webhit do ano

“As meninas de Inri Cristo”
“Dança do Quadrado”
“Mc Créu”
“A gaga de Ilhéus”
“A drag a gozar”

Vc Fez

Os clipes indicados nesta categoria serão escolhidos por especialistas da MTV Brasil e o vencedor será eleito pela audiência.

DVD de despedida do Los Hermanos eterniza bons momentos da banda

O terno e a gravata justificam o momento solene. Marcelo Camelo, ainda que um pouco desengonçado, entoa os primeiros versos de “Dois barcos”. “Aponta pra fé e rema”, diz a canção, escolhida para abrir o último show do Los Hermanos antes de uma pausa por período indeterminado. A apresentação, que lotou a Fundição Progresso, no Rio de Janeiro, no dia 9 de junho de 2007, deu origem a um registro ao vivo com 26 músicas – cinco canções gravadas na apresentação do dia anterior compõem os extras.

“Primeiro andar”, que vem na seqüência, descortina a contribuição de Rodrigo Amarante, que ao longo de uma década de carreira passou de guitarrista e backing vocal (quando não dava uma palhinha na flauta) a compositor de faixas essenciais na discografia da banda, como “O vento” e “Sentimental”, também incluídas no DVD. Estão lá, ainda, o tecladista Bruno Medina e o baterista Rodrigo Barba, peças fundamentais desse equilibrado quarteto.

Se Camelo encarna uma espécie de Ivan Lins roqueiro, Amarante quebra o protocolo com vocais bêbados e coreografia debochada. Quando se vê a banda no palco, fica difícil pensar em muitos outros grupos com o mesmo potencial de entrosamento e criatividade. Da radiofônica “Anna Júlia” à rara “Pierrot”, suas músicas pintam um panorama alegre do que um dia foi a música pop brasileira.

A aparente fragilidade cantada em letras como “O vencedor” encontra eco numa platéia invariavelmente descrita como fanática, que canta junto cada estrofe como se fosse a última – nesse caso, é.

“Los Hermanos na Fundição Progresso” – que também originou um álbum com o mesmo nome – é o registro de um momento raro. Não só mata as saudades dos fãs, um ano depois, como deixa escancarada a maturidade de quatro indivíduos que curtem o que fazem (ou curtiram) e não estão lá muito preocupados em simplesmente manter as aparências (e a conta bancária).

Pena que o material não transmita a contento a efervescência do público, que assim como a própria banda, fazia dos shows do Los Hermanos uma experiência sempre interessante.

*Fonte: G1, São Paulo

Foo Fighters anuncia férias prolongadas…

O Foo Fighters anunciou na última quarta-feira (17) uma “pausa por tempo indeterminado” nas atividades da banda. Segundo o semanário musical inglês “NME”, o líder Dave Grohl disse em entrevista à Radio 1, da BBC, que o grupo vai entrar em hiato.

“Nós nunca fizemos um intervalo de verdade e acho que chegou a hora”, declarou o ex-baterista do Nirvana.

Dave Grohl não deixou claro a partir de quando o Foo Fighters fará a pausa. Mas deixo claro uma coisa: ‘Vamos voltar quando realmente sentirem a nossa falta.’

A banda tem apresentações marcadas para os dias 25 e 26 de setembro, em Las Vegas, e no dia 28 no Austin City Limits, no Texas.

Vamos aguardar né. Eu torço para que está pausa seja bastante breve!

Prêmio Comunique-se 2008

Na noite de ontem foram conhecidos os vencedores do Prêmio Comunique-se de Jornalismo e Comunicação Empresarial. A proposta do prêmio é reconhecer o desempenho dos jornalistas pelo conjunto de seu trabalhos em um determinado período. Finalistas e vencedores foram eleitos através dos votos dos próprios joranalistas  que freqüentam o portal.

Os destaques da noite foram Arnaldo Jabor (O Globo e O Estado de S. Paulo) e Mônica Bergamo (Folha de S. Paulo) que entraram para a galeria de Mestres do Jornalismo

Veja abaixo todos os vencedores da noite:

Âncora
Âncora de Rádio

Ricardo Boechat (Rádio BandNews FM)

Âncora de TV
Heródoto Barbeiro (TV Cultura)

Blog
Blog do Tas, de Marcelo Tas

Colunista
Colunista de Notícia
Ricardo Boechat (O Dia)

Colunista de Opinião
Arnaldo Jabor (O Globo e O Estado de S. Paulo)

Colunista Social
Mônica Bergamo (Folha de S. Paulo)

Comunicação
Agência de Comunicação
Máquina da Notícia

Profissional de Comunicação Corporativa
Rodolfo Guttilla (Natura)

Propaganda&Marketing
Regina Augusto (Meio & Mensagem)

Correspondente
Brasileiro no Exterior – Mídia Eletrônica
Pedro Bassan (TV Globo)

Brasileiro no Exterior – Mídia Impressa
Reali Jr. (Jornal da Tarde)

Estrangeiro no Brasil
Paula Gobbi (BBC)

Cultura
Mídia Eletrônica
Lorena Calábria (TV Record)

Mídia Impressa
Daniel Piza (O Estado de S. Paulo)

Economia
Mídia Eletrônica
Carlos Alberto Sardenberg (Rádio CBN)

Mídia Impressa
Luís Nassif (Cash e Guia Financeiro)

Esportes
Locutor Esportivo
Cléber Machado (TV Globo)

Mídia Eletrônica
Glenda Kozolwski (TV Globo)

Mídia Impressa
Paulo Vinícius Coelho (Lance!)

Política
Mídia Eletrônica
Zileide Silva (TV Globo)

Mídia Impressa
Dora Kramer (O Estado de S. Paulo)

Repórter
Mídia Eletrônica
Caco Barcellos (TV Globo)

Mídia Impressa
Eliane Brum (Época)

Imagem
Paulo Zero (TV Globo)

Sustentabilidade
Gilberto Dimenstein (Rádio CBN e Folha de S. Paulo)

Tecnologia
Cora Rónai (O Globo)

Executivo de Veículo de Comunicação
Paulo Markun (TV Cultura)

Maria Rita lança DVD “Samba Meu”

No próximo dia 27 de setembro a cantora Maria Rita fará o show de lançamento do seu DVD “Samba Meu”,  gravado no dia 10 de junho, no Vivo Rio.

Maria Rita assina a direção do próprio show e estará acompanhada dos músicos Miudinho (percurssão),  Sylvinho Mazzucca (baixo acústico), Tuca Alves (violão), Camilo Mariano (bateria), Márcio Almeida (cavaquinho), Neni Brown  e ota Moraes (piano).

No repertório sucessos dos CDs anteriores e canções do CD “Samba Meu” como “Num corpo só”, “Maria do Socorro”, “Tá Perdoado”, e muitas outras.

Data: 27/09/08

Horário: 22h

Local: Vivo Rio – Av. Infante Dom Henrique, 85
Parque do Flamengo
Rio de Janeiro – RJ

Preço: Pista superior R$ – 80,00

Pista R$ – 60,00

Setor 1 R$ – 120,00

VIP R$ – 150,00

Camarote B R$ – 140,00

Camarote A R$ – 150,00

R.E.M. no Brasil

Depois de uma passagem memorável no Rock in Rio III em 2001, o grupo norte americano R.E.M. vai fazer 4 shows no Brasil em novembro. O R.E.M. faz parte de uma legião de bandas que surgiu no circuito alternativo nos anos 80 e é considerada uma das bandas mais importantes em atividade nos Estados Unidos. Liderada por Michael Stipe, a banda vem apresentar aos fãs grandes sucessos do passado, e o seu mais novo trabalho “Accelerate”, que foi lançado esse ano.

Nesse segunda aparição pelo país, o R.E.M. fará apresentações em:

Porto Alegre

6 de novembro (quinta)

Local: Estádio do São José

Rio de Janeiro

8 de novembro (sábado)

Onde: HSBC Arena, Av. Embaixador Abelardo Bueno, s/nº, B. da Tijuca, tel. 3035-5200

São Paulo

10 e 11 de novembro (segunda e terça)

Onde: Via Funchal, R. Funchal, 65, V. Olímpia, tel. (11) 3188-4148 (Call Center)

Já assisti R.E.M. no Rock in Rio e posso afirmar que é um show que não dá pra perder. Eu vou!!!

“O morro foi feito de samba… de samba, prá gente sambar…”

Já que o assunto é samba estava em cartaz no teatro Carlos Gomes a peça “Eu Sou o Samba”. Um musical que conta a história do samba no Rio de Janeiro desde os anos 20 até a década de 70, homenageando os grandes bambas do samba: Ary Barroso, Pixinguinha, Adoniran Barbosa e muitos outros.
Para produzir um espetáculo tão significativo para a cultura nacional e especialmente a carioca a peça conta com Rosa Magalhães (cenários e figurinos), Carlinho de Jesus (coreografia) e um time de atores fantástico.
Infelizmente a peça saiu de cartaz no dia 7 de setembro, mas esperamos que o espetáculo volte para o Rio e aí vocês podem confererir e se deslumbrar com um pedacinho da nossa história.

*Contribuição de Aline Lima

O Mistério do Samba

Documentário sobre cotidiano e as histórias da Velha Guarda da Portela. Além de curiosidades a respeito do grupo de veteranos artistas de uma das escolas de samba mais populares do Rio de Janeiro, o filme mostra como “nasceu” o samba no Estado e as barreiras que músicos encontravam para alcançar o sucesso. Para quem é amante da música e cultura nacional é um prato cheio de boas risadas e informação.