Billie Joe comenta sobre novo cd do Green Day

green-day-american-idiot1

A revista americana Alternative Press conseguiu uma entrevista exclusiva sobre o novo álbum que será lançado em 2009. Nela, a banda comenta sobre as influências por trás das faixas, a expectativas sobre o cd e o futuro da banda.

Billie Joe Armstrong (guitarrista/vocalista) disse que a banda não tem que provar nada e que o importante é mostrar como o rock pode mudar a vida das pessoas.

Segue abaixo a transcrição das palavras do Billie na entrevista a AP:apmagcover

“There’s nothing to prove anymore.”

“We’re just trying to show we have this spirit that rock ‘n’ roll can change lives, and it really is a religious experience that means something to us. It’s more about faith now.”

A entrevista completa da banda pode ser conferida a partir do dia 9 de dezembro.

O Green Day me parece ter mesmo tomado uma linha mais revolucionária e preocupada politicamente. Claro que as parcerias com o Bono Vox certamente devem ter influenciado. A meu ver o futuro da banda tem duas vertentes possíveis: ou eles voltam as raízes do início da banda (que sinceramente não acredito), ou a banda vai seguir a linha do American Idiot, porém melhor e mais ativo nos protestos políticos. Agora é aguardar pra ver o que vem por aí.

 

Anúncios

17 comentários em “Billie Joe comenta sobre novo cd do Green Day”

  1. Bom, deixar um comentário sobre essa banda pode acarretar muitas coisas. Deixa primeiro eu colocar a armadura, pois não visei ser agredido depois pela dona do blog e pelo Zázá…

    Lá vai… Sou suspeito para falar de bandas com fundo político/revolucionário. Mas, acho que é a melhor maneira de expressar a música. Todo mundo busca msgs para passar em suas músicas. Acredito que por mais que o Green Day, adote mesmo esse lado, o que vai frustrar mais as pessoas é se “aquela pegada”, tão conhecida das músicas do Green Day, acabarem por sumir (novamente). Há de se lembrar que, quando o blink começou a abandonar o lado “mais baboseira”, e começou a tentar coisas mais “romanticas/revolucionarias/emo” a banda acabou por acabar. Mas não podemos comparar nenhuma das bandas (é claro), até porque existem casos e casos. Acredito que o BJ, tem a fórmula, nao para o sucesso, mas sim para aquilo que ele acha que é realmente importante pra ele. Isso na maioria das vezes não da muito certo, mas em outros casos, funciona. Vide RATM e U2, casos mais concretos de todo o engajamento.

    Como ouvinte, eu fico feliz, gosto de sentir o que a banda quer passar e fico mais feliz quando ela tem algo realmente para acrescentar. Acho que por conta desse esteriótipo de que “rock nada mais é do que sexo e drogas e gente sem nada na cabeça”, eu fique tão feliz quando vejo algo do tipo.

    Bom resumindo para vocês não se perderem, pois até eu me perdi… Toda mudança é válida, desde que você não esqueça quem você realmente é, e mantenha as raizes. Gostaria realmente de ver o “dia verde”, mais engajado, porém mantendo a agressividade de sempre ou melhor da época do Dookie, Insomniac e Kerplunk. Vem aí um “novo” Bad Religion?

    ps.: Obrigado Zázá e Fabi, por me mostrarem o American Idiot, gostei mesmo!

  2. Júnior, vc disse tudo e mais um pouco…. mas “novo” Bad Religion eu acho que não…. Acredito na construção de uma “nova” identidade do Green Day…

    E de nada, disponha…. depois a gente marca um dia p/ ver o Bullet in a Bible. 😉

  3. Bem eu não preciso nem dizer que ADORO o Green Day,porém o ultimo cd lançado pela banda o “American Idiot” não me agradou mto.
    Acho que o verdadeiro “Punk Rock”,é um estilo mais “tosco” de ser,digamos assim,oq as pessoas não entendem é que sair tocando tres notas por ai não é fazer Punk Rock,o Punk é mto mais que isso,apesar de não parecer rsrsr.O Blink,na minha opinião nunca fez Punk Rock,cara e Bad Religion,Misfits,Ramones(é claro),Nofx,Pennywise,Offspring,entre outras são bandas incomparaveis,cada uma com um estilo de fazer Punk Rock,e o Green Day é uma delas,apesar de estar fazendo um trabalho pra vender agora,pq o publico pra esse tpw de som é maior,Na minha opinião o Green Day,está fazendo seu trabalho,ganhar dinheiro com a música,apesar da origem deles ser MTO melhor rrsrs,deixa os caras aproveitarem um pouco de td isso ai da “modinha” dos adolescentes.Não querendo criticar ninguém,os “novos estilos” que acabaram de nascer por ai,pq td mundo é livre pra fazer oq kiser,se vestir como kiser,e por ai vai,o bom msm é o respeito que deve existir sempre,não importando o estilo de música,religião,credo,cultura e dai vai…
    Como ja dizia um grande músico e pra mim um cara mto Punk
    “Viva a Sociedade Alternativa” (Raul Seixas).

    Bem se eu fosse parar pra falar de bandas e de som,vc ia me excluir daki rsrrsr,só meio chata com esse lance,pois curto mto a raiz das bandas e o estilo de antigamente anos 70,e ta bom ate ai rsrs.

    Bjus Faby,ate+.

  4. Claro que não Renata, essa é a intenção mesmo…. são pontos de vistas diferentes. Eu amo Green Day, e eu falar vai parecer clichê de fã da banda…. mas sinceramente não acho que eles estejam fazendo isso por ser modinha comercial. Essa fase deles acredito que tenha passado quando eles lançaram aquele CD rídiculo que é o Warning….. sem pegada, sem mensagem, sem identidade, sem a cara do Green Day…. enfim, sem tudo! Já o American Idiot eles mostraram o amadurecimento da banda….. afinal, eles já não tem 17 anos p/ ficarem fazendo as mesmas coisas….. eu entendo como uma evolução musical. Até porque, ao vivo, a banda continua a mesma…. a energia de sempre, o mesmo vigor, atitudes… e no melhor estilo punkrock….

  5. O último cd do “Green” foi o que, ideologicamente, se aproximou mais do que é ser punk rock.
    É o que eu gosto no punk, ouvir uma voz rasgada dizendo: “God save the queen The fascist regime They made you a moron Potential H-bomb” (Sex Pistols). Dá pra sacar né?
    E o Green Day seguindo o caminho dos companheiros vai ser show.
    Não acho que seja assunto para ser polemizado, ainda mais que o cd nem saiu ainda.
    Ah o produtor é o mesmo do Nevermind, ta sabendo?
    Bjuunda

  6. To sabendo sim! É o Butch Vig que já trabalhou com diversas bandas sensacionais, como o Smashing Pumpkins e o Garbage, onde também é o baterista.

  7. Ah, Renata, eu concordo com a Fabiana. Acho que o punk não precisa de músicas sobre masturbação, zueras, e etc, e sim de uma boa guitarra, bateria, baixo e espírito de Rock ‘n’ Roll. Acho que todos os fãs já se acostumaram com essa demora, pois o Green Day sempre foi assim, o Billie adora perfeição! hehe
    Bom, agora é aguardar mais um cd deles e ver o que vai acontecer. Só espero que a parceria com o Bono não influêncie no estilo original deles.
    Beijos!

  8. para mim o cd “american idiot” não foi o melhor do green day,mas achei muito bom,falou bem do que os americanos fizeram quando votaram novamente no ex-presidente bush,mas é claro que esse não foi o melhor cd do green day,na minha opinião,o melhor cd do green day foi dookie que é lembrado até hoje como “a era dookie”.
    adorooo o green day e tenho certeza que o novo cd deles vai ser um sucesso como os outros.

  9. sou fan nato do green day, gosto de todos os cds espero tambem gostar muito desse…mas de todos os cds eu gosto mais de dois o bullet in a bible e o internacional super videos!!brigadao

  10. Eu amava o gree day até eu ver e ouvir o novo cd deles, um lixo, o que aconteceu com o billie, ta revoltado, pra mim este cd ta pior que música emo, letra sem noção, nada a ver, sem sentido, melodia morta nada a ver com o Punk. Eles já fizeram melhor então pra mim eles estão na saudade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s