Arquivo da tag: Principal

Enquanto isso no mercado fonográfico…

Em uma conversa informal com amigos, falando sobre música, entrou em pauta o assunto do que a gente anda ouvindo por aí. Falamos de bandas novas, músicas novas, os músicos que tem aparecido no mercado e como o cenário musical anda se apresentando ultimamente.

Essa discussão foi muito proveitosa e interessante por estarmos todos com um mesmo pensamento e tiramos basicamente as mesmas conclusões sobre que o vemos e ouvimos nos dias de hoje: estamos com um déficit de boas músicas, bons compositores e novas bandas.

Existe hoje uma carência de criatividade em tudo que a gente ouve por aí. O ditado nunca se fez tão coerente, “Nada se cria, tudo se copia”. Uma prova disso é perceber que a maior parte da geração dos anos 80 e 90, estão ouvindo os mesmos artistas que foram consagrados nessas gerações.

Portanto, não é de se admirar que pela segunda semana consecutiva o álbum “Awesome Mix Vol. 1”, do filme “Guardiões da Galáxia”, no topo da lista da Billboard 200.

 “Awesome Mix Vol. 1” no topo da lista da Billboard 200
“Awesome Mix Vol. 1” no topo da lista da Billboard 200

O álbum traz uma coletânea de músicas que fizeram sucesso nos 70. Nele é possível ouvir David Bowie, Jackson 5, The Raspberries, Blue Swede, entre outros hits que marcaram gerações.

Seria esse um sinal para alertar o mercado de que tem algo errado? Só futuro poderá responder. Enquanto isso a gente espera essa mudança no cenário e curte o que há de qualidade por aí.

Anúncios

Aerosmith começa a gravar novo disco

 

Depois de longa espera os fãs do Aerosmith podem ficar felizes. Desde 2004 sem gravar nenhum álbum de stúdio, na semana passada Steven Tyler, o guitarrista Brad Whitford, o baixista Tom Hamilton e o baterista Joey Kramer se encontraram e começaram a produzir as primeiras canções do tão aguardado CD.
Joe Perry não participou desse pois tinha outro comprimisso que não foi revelado a mídia.

Agora é aguardar e ver o resultado!

Fonte: G1

Green Day anuncia quatro shows no Brasil em site oficial

O trio de punk pop Green Day anunciou em seu site oficial nesta segunda-feira (10) que fará quatro shows no Brasil em outubro. A banda deve tocar em Porto Alegre no dia 13, Rio de Janeiro no dia 15, Brasília (17) e São Paulo (20).

A Mondo Entretenimento confirmou as datas posteriormente. Os ingressos para o show em São Paulo custam entre R$ 180 e R$ 250 (com direito à meia-entrada) e começam a ser vendidos no dia 25 de maio. No Rio, as entradas custam entre R$ 300 e R$ 100, também com meia-entrada, e começam a ser vendidas no dia 29 de maio.

Os preços para as outras cidades ainda não foram divulgados, e as vendas começam em julho, segundo o site do Green Day. O grupo anunciou também shows na Costa Rica e no Peru.

Em 2009 o Green Day lançou o disco “21st century breakdown”, que chegou ao primeiro lugar das paradas norte-americanas e venceu o Grammy de melhor álbum de rock em 2010. Entre os projetos paralelos do grupo estão um musical da Broadway baseado no disco de 2004 “American idiot” e uma versão do game musical Rock Band assinada pela banda.

O trio foi criado em 1987 na Califórnia e alcançou o sucesso mundial em 1994, com o disco “Dookie” e hits como “Basket case” e “She”. O grupo tem oito álbuns lançados, já ganhou quatro Grammys e vendeu 22 milhões de cópias apenas nos EUA.

Green Day no Brasil

Porto Alegre
Quando: 13 de outubro
Onde: A definir
Quanto: A definir

Rio de Janeiro
Quando: 15 de outubro, às 22h30
Onde: HSBC Arena – Av. Embaixador Aberlado Bueno, 3401
Quanto: entre R$ 100 e R$ 300 (com direito à meia-entrada)
Informações: http://www.livepass.com.br / (21) 4003-1527

Brasília
Quando: 17 de outubro
Onde: A definir
Quanto: A definir

São Paulo
Quando: 20 de outubro, às 22h
Onde: Arena Anhembi – Av. Olavo Fontoura, 1.209,
Quanto: entre R$ 180 e R$ 250 (com direito à meia-entrada)
Informações: http://www.livepass.com.br / (21) 4003-1527

*Fonte: G1

Finalmente depois de 12 anos de espera!!!!

Green Day na liderança do Top 200 da Billboard

Green Day no Webster Hall, em Nova York
Green Day no Webster Hall, em Nova York

O novo álbum da banda Green Day “21st Century Breakdown” alcançou o número um do Top 200 da Billboard em menos de uma semana, com a marca de 215 mil álbuns vendidos. É a segunda vez que o Green Day aparece no topo da lista. Em 2004, a banda liderou com “American Idiot”, que vendeu  267 mil cópias na primeira semana.

O álbum chegou ao primeiro lugar mesmo tendo sido lançado apenas na sexta-feira 15, e não na terça-feira, quando são lançados os álbuns nos Estados Unidos. “21st Century Breakdown” foi produzido por Butch Vig ( responsável por Nevermind) e mantém um pouco do clima ópera-rock de “American Idiot”.

Na segunda posição aparece Hannah Montana “The Movie” [68 mil]; em terceiro está Lady GaGa’s “The Fame” [41 mil]; em quarto Rascal Flatts’ “Unstoppable” [33 mil]; e na quinta posição Bob Dylan’s “Together Through Life” [31 mil].

Fonte: SRZD

Já era de se esperar vendas nessas proporções. Ainda não ouvi álbum para fazer uma análise e conferir se é realmente o que eu esperava/espero dele. Mas pelo visto acho que não terei do que me queixar!

Outra coisa muito interessante é que Billie Joe anda dizendo por aí que os shows na turnê da Inglaterra podem durar mais de 4 horas. Presentão pros fãs se isso realmente acontecer!! Espero que essa turnê venha logo para o Brasil e que os shows durem mais de 4 horas também!

Série na Caixa Cultural debate a música brasileira vista pela lente de seus biógrafos

Escritores, mediador, perguntas da plateia… À primeira vista, a série “Toca-livros” – que será realizada esta semana, de terça a sexta-feira, às 19h30m, no Teatro de Arena da Caixa Cultural – é um típico ciclo de debates, no caso sobre livros dedicados a personagens da música brasileira. Mas Edison Viana, idealizador e produtor do projeto, prefere defini-lo como um misto de entrevista coletiva e programa de rádio.

– As perguntas podem ser feitas a todo momento. E teremos músicas para ilustrar a conversa – explica Viana.

No primeiro encontro, os convidados são Arthur Dapieve e Carlos Marcelo, autores de obras sobre Renato Russo; na quarta-feira, Marília Barboza fala de seu trabalho sobre Cartola; Ruy Castro aborda seu livro sobre Carmen Miranda, no terceiro debate; Paulo Cesar de Araújo e sua biografia proibida de Roberto Carlos encerram a sequência.

Os encontros serão gravados. O projeto de Viana é transformar o “Toca-livros” em programa de rádio, série de TV e, mais tarde, num documentário sobre a forma como a música brasileira aparece nos livros:

– Fala-se muito sobre discografia da música brasileira e sua filmografia. Mas sua bibliografia é esquecida. Não se parou para pensar nesse conjunto de livros, seus enfoques, os temas abordados.

 Toca-livros: Caixa Cultural RJ – Teatro de Arena. Av. Almirante Barroso, 25 – Centro. Tel.: 2544-4080. De 12 a 15 de maio. Entrada franca (distribuição de senhas no local, a partir das 18h30min)

 Fonte: oglobo.com

Projetos Paralelos

banner

Fazendo um som semelhante a rock clássico dos anos 60, Foxboro Hot Tubs, é um projeto paralelo da banda de punk rock americana Green Day.

O grupo apareceu em dezembro de 2007 e é composto por Billie Joe Armstrong, vocais, Mike Dirnt, baixo e backing vocals, Tré Cool, bateria e percussão, Jason White, guitarra solo e backing vocals, Jason Freese, teclado / piano e Kevin Preston, guitarra base.

A banda teve seu primeiro álbum “Stop Drop and Roll” lançado no dia 07 de abril de 2008, no formato de mp3. E em 20 de maio do mesmo ano foi lançado em forma física. Logo após o lançamento do mesmo a banda saiu em uma mini-turnê nos EUA passando por lugares como Oakland, New Orleans, Phoenix, Los Angeles, entre outros.

Curiosidades:

O primeiro single da banda, “Mother Mary, chegou em 16° lugar na parada Billboard Modern Rock Tracks.

Há quem diga que algumas das letras são sobras de idéias das canções que o Green Day lançou em 2004 no álbum “American Idiot“.

A canção “Broadway” foi colocada temporariamente no MySpace da banda, e foi posta no lugar da canção “Highway 1” no lançamento do álbum.

g_phoenix004
Foxboro Hot Tubs

Faixas do álbum:

1. Stop Drop And Roll
2. Mother Mary
3. Ruby Room
4. Red Tide
5. Highway 1 (Broadway – entrou no lugar no lançamento do álbum)
6. She’s A Saint Not A Celebrity
7. Sally
8. Alligator
9. The Pedestrian
10. 27th Ave. Shuffle
11. Dark Side Of Night
12. Pieces Of Truth

 

Beeshop

beeshopApesar de não ser fã do Fresno, estou bastante feliz de ter descoberto o projeto solo do vocalista Lucas Silveira: Beeshop.

Músicas acústicas, melódicas e cheias de sentimentos são a marca registrada do Beeshop. Todos os instrumentos das músicas foram gravados pelo próprio Lucas e o indie rock do Beeshop sofreu influências de Copeland e Dashboard Confessional.

Sem dúvida as músicas que mais chamaram minha atenção foram All I Need e Mr. Confusion. A voz de Lucas é uma coisa que realmente chama muita atenção pela suavidade e clareza com que consegue se expressar através das músicas.

Pra quem se interessou e quer conhecer o trabalho do Beeshop acesse: www.myspace.com/beeshopmusic

Exercitando os ouvidos…

drive

Há muito tempo não escrevo sobre coisas novas que ouço por aí… Essa semana numa dessas buscas aleatórias pelo myspace, me deparei com uma banda aqui do Rio de Janeiro: Drive.

A banda é formada por Pack (voz, guitarra e piano), Harlen (baixo), Jack (guitarra) e Vitor (bateria), e faz um som alternativo com boas pegadas de guitarra como na música Cada Vez Mais Só, além de me surpreender com Olhando Pra Você que tem a introdução tocada no piano.drive-2

Com influência de bandas como Hellacopters, Velvet Revolver, Jet, Foo Fighters e Guns N’ Roses, Drive faz um som bastante agradável aos tímpanos dos bons ouvintes do rock n roll.

No momento a banda está trabalhando na pré-produção do 2° disco, que tem previsão de lançamento para abril de 2009.

Quem quiser saber mais sobre a banda e ouvir o som dos caras acesse  www.myspace.com/rockdrive

U2 lança novo álbum em cinco formatos em busca de vendas melhores

capa-do-cd2
No line on the horizon - capa do novo cd do U2

O novo álbum do grupo irlandês U2 será lançado na sexta-feira (27) em cinco formatos e a preços diferentes, em uma estratégia comercial da gravadora para driblar a crise de vendas e atrair com ofertas inovadoras os consumidores.

“No line on the horizon” (Island/Universal) chegará às lojas na sexta-feira na Irlanda, a pátria de Bono e seus companheiros. Na próxima segunda-feira sai na maioria dos outros países do mundo e um dia depois na América do Norte.

No entanto, o álbum, um dos mais aguardados do ano, vazou na rede e pode ser baixado há varios dias na internet, apesar de todas as precauções da Universal.

O disco não foi enviado à imprensa, que teve que se contentar em ouvir no fim de janeiro o CD dentro de áreas da gravadora. Os jornalistas foram obrigados a entregar aos seguranças os telefones celulares, casacos e mochilas para entrar na Universal e ouvir “No line”. Poucos dias antes do lançamento no mercado, os jornalistas finalmente receberam o CD.

As gravadoras tentam de todas as maneiras evitar a pirataria de seus produtos em uma luta cada vez mais inglória. Desta vez o vazamento, segundo a revista “Forbes”, teve origem em um site australiano de propriedade da Universal, que ofereceu durante duas horas o álbum para download remunerado, 10 dias antes do lançamento. Em seguida, a empresa percebeu o erro.

Nos fóruns de discussão dos fãs do U2, os internautas acusaram abertamente a Universal de ter organizado o vazamento para provocar “barulho” a respeito do álbum, que de todas as maneiras seria pirateado minutos depois do lançamento oficial.

“No line on the horizon” poderá ser comprado em cinco formatos e preços diferentes: CD standard, um pack com acesso a um filme, em formato magazine com o CD e uma revista de 64 páginas, uma caixa com CD, DVD, livro e cartaz, e por fim em vinil.

A estratégia comercial é reveladora da vontade da indústria fonográfica de diversificar as ofertas aos consumidores para superar a grave crise nas vendas dos CDs.

“Atualmente, os artistas respondem muito mais à demanda dos fãs. O novo credo é: ‘pague o que você quer'”, afirmou em janeiro à AFP Dominique Leguern, diretora do Mercado Internacional do Disco e Edição Musical (Midem).

O último álbum do Nine Inch Nails é um exemplo da tendência. O grupo americano, que lançou o álbum de forma independente, o disponibilizou sem seu site oficial em diferentes formatos: download gratuito de nove das 36 músicas, cinco dólares para baixar as 36, US$ 10 por um CD duplo, 75 para um produto de luxo e 300 pela versão “ultraluxo” especial.

Segundo uma análise apresentada no Midem, o lucro chegou a US$ 1,6 milhão  em uma semana, e em 2008 este álbum ocupou o primeiro lugar nos downloads da Amazon, apesar da oferta de base ter sido gratuita.

A tese pode ser aplicada a “No line on the horizon”, apesar da piratería. “Não é porque baixei o álbum que não vou a uma loja comprar a compilação a 50 euros”, afirmou um fã francês na internet.

Mas no fim das contas o que rende mais dinheiro aos artistas é o palco. O U2, que tem contrato com a empresa de shows Live Nation, deve anunciar em breve uma turnê.

 Fonte: G1>Música

Divulgada capa do 8º cd do Green Day

capa-do-cd

Como já havia dito ano passado, o Green Day lançará o 21st century breakdown. Este será o 8º disco da banda e tem previsão de chegar ao público em maio desse ano.

Em novembro Billie joe comentou em entrevista a revista americana “Alternative Press“, que a banda não precisa provar nada pra ninguém e o importante é mostrar como o rock pode mudar a vida das pessoas. Uma reflexão de tudo que tem acontecido no mundo.

Estou na espectativa de um grande álbum. A “linha” que o GD tomou desde American Idiot (5,8 milhões de cópias vendidas), deixou muito claro o amadurecimento da banda tanto sonoramente, quanto nos depoimentos de Billie Joe e companhia nas entrevistas.

Uma prova de que o punkrock pode (e deve) continuar passando mensagens e fazendo protestos políticos e sociais. Porém, de uma forma mais adulta.